CAMPO ABERTO – É tempo de colheita no Estado

Apesar da estimativa de redução na atual safra de tabaco do Estado, que pode chegar a 25%, valor médio e exportações não devem ser afetados. Essa é a avaliação feita pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), que estima produção de 269,71 mil toneladas. A abertura oficial da colheita foi na sexta-feira, na propriedade de Jeferson Stertz, em Arroio do Tigre, no Vale do Rio Pardo. Participaram da cerimônia autoridades, representantes de entidades e indústrias do setor.

O recuo projetado é reflexo do excesso de chuva registrado no mês de outubro e da falta de regularidade das precipitações neste mês.

– A chuva não está caindo periodicamente. Isso faz com que o fumo não se desenvolva e, consequentemente, o agricultor tenha perda de produtividade – explica Benício Werner, presidente da Afubra.

O Rio Grande do Sul é o maior produtor nacional da cultura. Na safra passada, respondeu por 48% do total produzido no país. Nesta, deve representar cerca de 40%.

gisele.loeblein@zerohora.com.br 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!