CAMPO ABERTO – SOJA IMPULSIONA RECORDENO PORTO DE RIO GRANDE

Assim como nas lavouras a soja ajudou a garantir produção histórica no Estado em 2017, no porto de Rio Grande, os embarques do grão e do complexo como um todo permitiram alcançar movimentação total recorde. Foram 41,2 milhões de toneladas, crescimento de 7,8% em relação a 2016. Desse volume, um terço veio das exportações da oleaginosa.

– O complexo soja segue como o principal produto. A informação que temos é de que ainda há produto armazenado. Devemos escoar neste ano grão colhido em 2017 – observa o superintendente do porto, Janir Branco.

Considerando a vocação agrícola do porto e a projeção de colheita menor na atual safra, dificilmente será possível manter esse resultado em 2018. No complexo soja, em 2017, o grão foi o único a apresentar aumento de volume: 31,6%. Farelo e óleo recuaram 17,8%.

Estoques remanescentes de 2016 e espera por melhores preços fizeram com que houvesse movimento maior fora do tradicional período de embarque do grão.

Para dar uma ideia, em janeiro do ano passado, o volume despachado foi 476% maior do que em igual mês de 2016. Da mesma forma, a janela de meses em que a quantidade embarcada foi superior a 1 milhão de toneladas ficou maior. Setembro, que costuma ser já descendente na movimentação da commodity, teve crescimento de 75% em relação ao ano anterior.

Herança indesejada, no entanto, vem da área da infraestrutura. A dragagem de manutenção do canal de passagem do porto, aguardada desde 2015, segue em compasso de espera e, para sair do papel, é provável que seja executada em etapas e não na totalidade (leia mais ao lado). No ano passado, a não realização da obra fez com que em dois momentos navios não conseguissem sair.

– Pela importância que tem para a economia, fez-se força-tarefa para procurar caminhos para essa questão – afirma Pedro Westphalen, secretário estadual de Transportes.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *