CAMPO ABERTO – SAFRA CARREGADA

Para dar conta da demanda do período de safra, as vinícolas da Serra trabalham praticamente 24 horas por dia. Na Cooperativa Nova Aliança, em Flores da Cunha, desde o início da semana, o funcionamento passou para três turnos. As três unidades da marca (Flores da Cunha, Farroupilha e Santana do Livramento) recebem, em média, 1,5 milhão de quilos diariamente. Cerca de 200 caminhões chegam para descarregar as frutas. O produtor Orildo Smiderle faz duas viagens. Em sua propriedade, no interior de Flores da Cunha, seis pessoas trabalham exclusivamente na colheita, que este ano deve chegar a 340 mil quilos. Mesmo tendo perdido 30% da produção com o granizo de dezembro, ele assegura boa renda e não abre mão de trabalhar com a fruta.

Nas três maiores cooperativas da Serra, a entrega soma 3,5 milhões de quilos por dia. A Cooperativa Vinícola Aurora, de Bento Gonçalves, já recebeu mais de 12 milhões de quilos – média de 1,3 milhão de quilos por dia. Chegam diariamente ao local, cerca de 400 caminhões. Na Cooperativa Garibaldi, 230 pessoas tentam dar conta do trabalho nesta época do ano em que a empresa funciona das 5h às 23h. Setecentos mil quilos de uva por dia entram na vinícola.

– No total, serão 19 mil toneladas de uvas processadas provenientes de 400 famílias associadas, que cultivam em mais de 900 hectares de vinhedos – reforça o diretor da cooperativa e presidente do Ibravin, Oscar Ló.

O Estado obteve liminar favorável em pedido de reintegração de posse da área da extinta Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária em Encruzilhada do Sul. o local foi ocupado na sexta-feira por integrantes do MST. Foi dado prazo de 30 dias para desocupação voluntária.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *