CAMPO ABERTO – PROST

A combinação de ingredientes como produção artesanal, tradição em turismo e belezas naturais pode criar novo polo no Estado: a Rota das Cervejarias. Projeto de lei que estabelece a região está apto a ser votado hoje na Assembleia – depende da reunião de líderes.

– Esse é o primeiro passo e um marco. Cria-se uma identificação regional. Temos um exemplo muito positivo, que é o da região da uva e do vinho, conhecida nacionalmente. A Rota Romântica é outro – afirma o autor do projeto, deputado Elton Weber (PSB).

Aliás, os 14 municípios da Rota Romântica, além de Feliz, fariam parte, inicialmente da Rota das Cervejarias.

O parlamentar avalia que é necessário ter algumas características, como vinculação com a cultura alemã e existência, no município, de pelo menos uma indústria de cerveja artesanal.

– Estamos buscando fortalecer o segmento, que vem crescendo muito. Há inúmeras cervejarias. Com essa região cervejeira, poderíamos buscar indicação geográfica – entende Claudio Weber, presidente da Associação dos Municípios da Rota Romântica.

Dados do Ministério da Agricultura do primeiro semestre deste ano indicam que o Rio Grande do Sul é o segundo Estado com maior número de cervejarias (119), atrás somente de São Paulo. Na região onde ficaria a rota, são estimadas até 30 indústrias.

– É um mercado que está bem em alta. As pessoas estão procurando mais qualidade no produto – avalia Marx Jaguszewski, responsável pela área comercial da Cervejaria Traum, de Nova Petrópolis.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *