CAMPO ABERTO – Programa para o milho deve ter crédito especial

Uma das ações que devem integrar o plano estadual para incentivo à produção de milho deve ser a criação de linhas de crédito específicas para produtores do grão, para custeio, irrigação e investimentos.

O programa, que informalmente é chamado de Pró-Milho, deve ser lançado em 7 de fevereiro, na abertura oficial da colheita, em Chiapetta, no Noroeste.

O quadro de estiagem ampliou a preocupação com o abastecimento de indústrias de carne, que têm no grão insumo importante para a ração dos animais. Presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra lembra que mesmo em condições normais o Estado consome mais do que produz, precisando comprar de fora:

– Embora existam bons investimentos anunciados de indústrias, poderiam ter sido mais se a chuva tivesse sido benéfica para o milho.

NO RADAR

Relatório do Ministério da Agricultura que pode dar aval técnico para a retirada da vacina contra aftosa no Estado deve ser entregue nos próximos dias. O documento era aguardado para o final de 2019. A perspectiva é de que saia no máximo até a segunda-feira, para quando está prevista reunião na Secretaria da Agricultura, com participação, por videoconferência do titular Covatti Filho, que está nos EUA.

***

Mais de R$ 9,15 milhões foram investidos pelo Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal em 2019, em ações como indenizações, obras em inspetorias, aquisição de insumos e produtos.

gisele.loeblein@zerohora.com.br 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!