CAMPO ABERTO | Produção e análise feitas no Estado

Polo de produção de azeites de oliva no Brasil, o Rio Grande do Sul deve ganhar mais autonomia na safra de 2020. Parceria entre Embrapa Clima Temperado e Instituto Brasileiro de Olivicultura (Ibraoliva) permitirá análises laboratoriais do produto em solo gaúcho.

– Hoje, precisamos mandar os azeites para o interior de São Paulo, o que demanda tempo e gastos mais elevados. A realização no Estado diminuirá distância e custo do produto – afirma Paulo Marchioretto, presidente do Ibraoliva.

A avaliação será feita em laboratório que já existe na Embrapa, em Pelotas. Ao todo, serão investidos R$ 60 mil. Metade da quantia foi destinada à certificação pelo Inmetro, por meio de convênio com o Sebrae. O restante será para o credenciamento pelo Ministério da Agricultura e realização de exames para associados.

Informações como índices de acidez e peróxidos, que indicam a qualidade do produto, estão entre as que serão avaliadas no laboratório por análise físico-química.

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!