CAMPO ABERTO – Preço do ovo é recorde

O preço dos ovos no varejo é recorde nominal para janeiro no Rio Grande do Sul. As caixas de 30 dúzias de ovos brancos e vermelhos extra alcançaram R$ 86 e R$ 87, respectivamente (veja quadro). O resultado está relacionado à maior procura pelo alimento, após aumento da carne no mercado interno. Porém, não é a única explicação, considera José Eduardo dos Santos, diretor-executivo da Associação Gaúcha da Avicultura (Asgav):

– Parte da alta é influenciada pela demanda em razão das exportações de carne bovina e consequente elevação do preço da proteína no país. Mas a expansão do consumo de ovos é constante, resultado de série de campanhas de valorização do produto, qualificação e divulgação dos benefícios para a saúde.

As ações de promoção se refletem na maior procura pelo alimento. O consumo per capita chegou a 253 ovos em 2019 no Rio Grande do Sul, 11% acima da média de 227 unidades em 2013.

Em relação ao produtor, a alta de preço traz resultado menor por pressão nos custos em razão da alta do preço da saca de milho, hoje, em média, em torno de R$ 50, e do aumento da tabela de frete do transporte rodoviário, cujas elevações ficaram entre 11% e 15% neste mês.

A elevação de preços no varejo é verificada também no mercado brasileiro. Segundo pesquisa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-Esalq/USP), a média no mês até 24 de janeiro foi de R$ 77,53 no ovo branco tipo extra e de R$ 87,73 no produto vermelho, ambos em caixa de 30 dúzias. Os valores também são os maiores da série histórica do Cepea, iniciada em 2013.

98,35%

do rebanho bovino e bubalino com até 24 meses de idade foi vacinado contra a febre aftosa no país no segundo semestre de 2019. O percentual equivale a 84,13 milhões de animais.

karen.viscardi@zerohora.com.br

KAREN VISCARDI – INTERINA

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *