CAMPO ABERTO – Oliveiras em estudo no RS

Instituições de ensino e pesquisa estão unindo forças para potencializar estudos na olivicultura do Estado. O núcleo, em formação, reúne hoje Embrapa Clima Temperado, Secretaria da Agricultura e as seguintes universidades federais: UFRGS, UFPEL, Unipampa e UFSM.

– Estamos tentando articular ações e buscar o mais rápido possível soluções tecnológicas. É uma cultura nova e com poucas informações. Tem potencial, mas pesquisas ainda devem ser feitas – explica Jair Costa Nachtigal, pesquisador da Embrapa.

Segundo Andréia Mara Rotta de Oliveira, coordenadora da área de Olivicultura no Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária da secretaria, estudos sobre a variedade em solo gaúcho dão suporte ao setor.

Agora, o núcleo irá consolidar a equipe de pesquisa, definir agenda de trabalhos, criar regimento e buscar recursos. O RS conta com 150 produtores, 10 indústrias e 25 marcas de azeite, que produziram 188 mil litros do produto.

18%

foi o crescimento na execução do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural em 2019, na comparação com o ano anterior, com aplicação de R$ 440 milhões. Foram beneficiados 58 mil produtores rurais no país, com área segurada de 6,9 milhões de hectares, segundo o Ministério da Agricultura.

NO RADAR

Produtores brasileiros devem ficar alerta com a possibilidade de os argentinos ocuparem espaço do Brasil nas exportações para o Irã. As negociações dos vizinhos com os iranianos vêm ocorrendo desde outubro e devem se intensificar. Está prevista ida de empresários do agronegócio argentino a Teerã. A missão é coordenada pelo Bloco Regional de Intendentes, Prefeitos, Alcaldes e Empresários do Mercosul (Bripaem).

karen.viscardi@zerohora.com.br

KAREN VISCARDI – INTERINA

Fonte ; Zero Hora

Compartilhe!