CAMPO ABERTO – O DIA SEGUINTE À TRÉGUA ENTRE CHINA E EUA

Ainda que China e Estados Unidos tenham anunciado apenas uma trégua – e não um acordo-, o mercado de commodities reagiu com valorização da soja na Bolsa de Chicago. As cotações fecharam com alta – passando de US$ 9,3250 o bushel para US$ 9,4275 nos contratos com vencimento em julho.

Na avaliação do consultor em agronegócio Carlos Cogo, houve "excesso de otimismo na interpretação das coisas". Ele entende que, a menos que se tenha algum contrato de venda de soja "no mundo real" dos EUA para a China, esse movimento de alta não deve perdurar:

– O que se fez foi deixar as coisas em banho-maria por um período de 90 dias.

Paralelamente, acrescenta Cogo, "coisas concretas continuam sendo feitas", como o acerto da China para comprar mais farelo de soja da Argentina. E o novo acordo, que sucede o Nafta, que será bom para a venda de milho e de trigo americanos.

CAMPO ABERTO

Fonte : Zero Hora