CAMPO ABERTO – Nova liderança

A francesa Lactalis está sob nova direção no Brasil. O comando passou a ser acumulado por Patrick Sauvageot, presidente da marca para a América Latina. A mudança deve-se à saída, no início de agosto, de André Salles, à frente da operação brasileira desde setembro de 2017. E faz parte de reestruturação interna da companhia, que concluiu em julho o processo de compra da mineira Itambé.

Com a nova composição, a multinacional, que tem cinco unidades no Rio Grande do Sul, passará a ter a maior captação anual de leite no Brasil, de 2,3 bilhões de litros, ultrapassando a Nestlé.

Sobre outras alterações no funcionamento das duas companhias unidas, o diretor de comunicação da Lactalis, Guilherme Portella, afirma:

– Em um primeiro momento, as empresas ficarão completamente separadas, com estruturas administrativas próprias, um presidente de cada lado e equipes distintas. Evidentemente, existe possibilidade de sinergias e, mais do que isso, troca de conhecimentos para ver o que cada uma faz melhor e que o outro lado pode aprender com isso, otimizando a operação.

No Brasil, a francesa tem 14 unidades fabris em oito Estados.

– O país vive lógica diferente dos demais países da América, onde tu pega os três principais players e eles têm pelo menos 50% do mercado. No país, o maior é a Lactalis, com 10%. E se tu somar com os outros dois, não chega a 20% – avalia Portella sobre concentração, após a incorporação da Itambé.

gisele.loeblein@zerohora.com.br 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora