CAMPO ABERTO – NO RADAR

Municípios produtores de erva-mate de Brasil, Argentina e Paraguai estarão em Arvorezinha, no próximo mês, no 1º Encontro de Municípios do Mate da América do Sul. O evento, no dia 8 de setembro, faz parte da programação da 9ª Femate.

Não foi desta vez que a aproximação entre a Associação Brasileira de Angus (ABA) e a Associação Brasileira de Brangus se concretizou. Protocolo para parceria seria assinado na 41ª Expointer. Mas a discordância em termos do acordo minou o trabalho conjunto – pelo menos, por ora. O ponto de divergência está nos cruzamentos de fêmeas meio-sangue (angus e zebuíno). A ABA prevê que entre as possibilidades esteja o uso do ultrablack, raça sintética, fusão de angus (80%) com zebuíno (20%), originária da Austrália.

– Não podemos assinar protocolo de intenções à medida em que vamos ser parceiros de produto que não concordamos – afirma João Paulo Schneider da Silva, presidente da associação de brangus.

A entidade entende que "a melhor opção para cruzamento é a raça brangus".

Presidente da ABA, José Roberto Pires Weber diz que o objetivo era "começar com parceria tênue". Um ponto de interesse era certificação da carne – a associação de angus tem programa desde 2003. UM PARA CADA LADO

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *