CAMPO ABERTO – NEGÓCIOS PROJETADOS PARA ESQUECER CRISE

O aumento da confiança do agronegócio, em razão do novo governo e da perspectiva de melhora da economia brasileira, faz a organização da 20ª edição da Expodireto-Cotrijal projetar negócios próximos ao registrado em 2014, no período antes da crise. A expectativa é de chegar a R$ 2,7 bilhões em propostas encaminhadas durante a feira de tecnologia agrícola, uma das principais do país, que ocorre de 11 a 15 de março, em Não-Me-Toque, no norte do Estado.

– Hoje temos clareza maior de como a economia irá se comportar. O otimismo dos empresários e dos produtores aumentou muito nos últimos meses – disse Nei César Mânica, presidente da Expodireto-Cotrijal, lançada oficialmente ontem na Capital.

No evento, o governador Eduardo Leite falou sobre a capacidade de empreendedorismo e inovação da iniciativa privada – demonstradas na feira.

– O papel do Estado nesse cenário é oferecer condições de competitividade a todos os setores, por isso buscamos uma agenda de desenvolvimento econômico – disse o governador.

Se o resultado projetado para a Expodireto se confirmar, representará incremento de 22% em relação à edição do ano passado, quando os negócios encaminhados chegaram a R$ 2,2 bilhões. A confiança é depositada também na provável motivação do produtor rural de investir em máquinas diante da incerteza sobre a continuidade da atual política de crédito agrícola.

– As regras atuais de financiamento são conhecidas e desejamos que permaneçam. Entendemos que não há espaço para aumento de juro – disse Mânica, referindo-se à discussão em torno da possível redução do subsídio à agricultura brasileira, dentro do novo Plano Safra.

Em cinco dias de evento, são esperados mais de 250 mil visitantes, incluindo delegações de 70 países. No total, serão 527 expositores de máquinas, equipamentos e serviços voltados à produção de alimentos.

joana.colussi@zerohora.com.br

JOANA COLUSSI

Fonte : Zero Hora