CAMPO ABERTO – ÍNDIA ABRE MERCADO PARA CARNE SUÍNA BRASILEIRA

País com a segunda maior população mundial, com 1,3 bilhão de habitantes, a Índia abriu o mercado para a carne suína brasileira. As negociações entre os dois países se arrastou por pelo menos quatro anos.

– Agora, compete ao setor privado brasileiro atuar para que as exportações aconteçam e que o produto seja bem recebido pelos consumidores indianos – disse o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, que esteve no país asiático tratando do assunto em 2016.

A Índia é um dos mais ambicionados mercados para o setor de proteína animal no mundo, destaca Ricardo Santin, diretor-executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA):

– Com renda per capita crescente, o país asiático passa por um intenso processo de urbanização, gerando a necessidade de oferta de produtos e uma natural migração do consumo.

A mercadoria brasileira chegará a Índia, que vê o Produto Interno Bruto (PIB) crescer acima de 6% por ano, justamente em um período em que focos da peste suína africana são registrados na China – maior produtor mundial – e em países da África e da Europa.
– – –

Auditores fiscais federais agropecuários alertam para o risco de passageiros vindos de Europa, Ásia e África trazerem produtos contaminados com peste suína africana em suas bagagens pessoais. Responsáveis pela fiscalização dos produtos de origem animal que entram no país, os técnicos reforçam a preocupação levando em conta que só 5% das malas são vistoriadas nos aeroportos brasileiros.

joana.colussi@zerohora.com.br

JOANA COLUSSI

Fonte : Zero Hora