CAMPO ABERTO – MELHOR DO QUE A ENCOMENDA

A aviação agrícola brasileira fechou 2017 com desempenho acima do esperado. Depois de desacelerar por conta da crise, o setor voltou a crescer. A frota nacional ficou 1,5% maior, segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), com 2.115 aeronaves. O maior número de unidades está no Mato Grosso (464). Em segundo lugar, está o Rio Grande do Sul (veja quadro abaixo).

– A gente nem esperava tanto. Tínhamos uma expectativa de retomada do mercado, mas o resultado surpreendeu – garante Gabriel Colle, direto-executivo do Sindag.

No Estado, a maior utilização ocorre nas lavouras de arroz, tanto que a concentração de empresas de aviação agrícola – 80% – está na Metade Sul. Mas os negócios começam a migrar em direção ao Norte, no rastro da soja.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *