CAMPO ABERTO – MEDIDAS PARA COMPENSAR O VINHO

O setor vitivinícola brasileiro, um dos mais sensíveis ao acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, poderá receber medidas para compensar a redução gradual de tarifas entre os blocos. Segundo Covatti Filho, secretário estadual da Agricultura, o governo federal está estudando ações de redução de tributos, como de IPI e de PIS/Cofins, além da concessão de linhas de crédito às vinícolas.

– A ideia é preparar o setor para encarar esse novo mercado – afirma o secretário da Agricultura.

Carlos Paviani, diretor de Relações Institucionais do Ibravin, afirmou que o acordo frustrou o setor, que esperava a inclusão dos vinhos no sistema de cotas.

– Certamente os vinhos sul-americanos perderão mercado para produtos de Portugal e Espanha. Estamos no aguardo de medidas compensatórias que amenizem esses impactos – disse.

JOANA COLUSSI

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!