CAMPO ABERTO – MAIS ALIMENTOS FARÁ FALTA NA EXPOAGRO

Com recursos do Mais Alimentos esgotados desde 8 de março, a 19ª edição da Expoagro Afubra, em Rio Pardo, dificilmente irá superar o volume de negócios alcançado em 2018 quando chegou a R$ 60 milhões. A linha de financiamento, dentro do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf), é a principal para compra de máquinas e equipamentos agrícolas por pequenos produtores.

– Muitos negócios ficarão no protocolo, aguardando a liberação de mais crédito. Por isso, não deveremos superar os números do ano passado. Se isso acontecer será uma grande surpresa – afirma o coordenador geral da Expoagro Afubra, Marco Antonio Dornelles.

O reflexo nos resultados da feira, considerada a principal da agricultura familiar no país, só não será maior porque o Banco do Brasil direcionou recursos próprios para o Mais Alimentos – a exemplo do que ocorreu na Expodireto-Cotrijal, em Não-Me-Toque, quando o dinheiro para investimentos do Pronaf já estava esgotado. A instituição, responsável por 50% dos financiamentos para a agricultura familiar no Rio Grande do Sul, manteve as mesmas condições de pagamento da Expodireto na Expoagro, com isenção de taxas administrativas. Na safra passada, o Banco do Brasil financiou cerca de R$ 2,5 bilhões dentro do Pronaf no Estado.

Presente na feira, o secretário nacional da Agricultura Familiar, Fernando Schwanke, afirmou que a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura está tentando realocar recursos para o Mais Alimentos – já que faltam ainda três meses para terminar o ano agrícola.

– E olhando lá na frente, para que essa falta de dinheiro não volte a ocorrer na próxima feira, estamos pedindo a ampliação dos recursos para o Pronaf no novo plano safra, que está em elaboração – afirma o secretário nacional.

O pedido de mais dinheiro para financiamento, reforçado no primeiro dia da Expoagro no discurso de Schwanke, é para que o montante seja ampliado de R$ 30 bilhões para pelo menos R$ 35 bilhões.

TUDO PELA TECNOLOGIA

Com a previsão de receber cerca de 100 mil visitantes até hoje, a 19ª edição da Expoagro Afubra, em Rio Pardo, às margens da BR-471, atrai produtores familiares de diversas regiões do Rio Grande do Sul. Ontem, quando dezenas de caravanas de agricultores desembarcaram no parque em Rincão Del Rey, praticamente todos os espaços da feira ficaram lotados.

O grande movimento era visto na área de exposição de máquinas, nas lavouras experimentais, nos auditórios com palestras e no novo pavilhão da agricultura familiar – que reúne 149 agroindústrias. No total, são cerca de 400 expositores em 40 hectares de área.

Hoje, no último dia da mostra de tecnologia agrícola, será realizada a Rodada de Negócios do Campo à Mesa, no auditório do parque. Organizado pelo Sebrae, o encontro visa a aproximar os produtores de hortifrutigranjeiros de potenciais compradores, como supermercadistas e restaurantes.

No mesmo dia, serão conhecidos os vencedores do concurso Afubra/Nimeq de Inovação Tecnológica em Máquinas Agrícolas para Agricultura Familiar. A premiação é uma realização conjunta entre Afubra, Nimeq/UFPel, Unisc e Emater. A premiação envolve duas categorias: empresa e inventor.

joana.colussi@zerohora.com.br

JOANA COLUSSI

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!