CAMPO ABERTO | INTERNACIONALIZAÇÃO DA ABPA

Firme no propósito de chegar a 2020 com média mensal de 500 mil toneladas exportadas, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) reforçará a presença fora do país, com a instalação de três escritórios.

Um deles será na Ásia, outro na União Europeia e mais um provavelmente na África.

A definição exata ocorre na quarta-feira, em reunião da entidade. Balanço de 2018 mostra que a média mensal de embarques de carnes de aves e de suínos foi de 377,3 mil toneladas no segundo semestre.

Outro ponto analisado é a inclusão de segmentos como o de peixes, ovinos e caprinos.

O Brasil acaba de ganhar uma Política Nacional da Erva-Mate. Na sexta-feira, o presidente Jair Bolsonaro sancionou lei que implementa a medida. Autor do projeto, o deputado Afonso Hamm (PP-RS) afirma que o objetivo é incentivar a produção, elevar a qualidade e fomentar o comércio da erva-mate. Isso ocorrerá por meio de linhas de crédito.

Depois da mortandade de abelhas registrada em São José das Missões, no norte do Estado, fenômeno oposto, de formação de enxame gigante em Caçapava do Sul (a mancha preta que aparece na foto), na Campanha, está intrigando especialistas. O professor Aroni Satler, coordenador do Laboratório de Apicultura da Faculdade de Agronomia da UFRGS, deve se deslocar nesta semana até a propriedade, na tentativa de descobrir o que está motivando esse deslocamento atípico.

As abelhas apareceram repentinamente. Aldo Machado dos Santos, produtor e coordenador da Câmara Setorial de Apicultura da Secretaria da Agricultura, esteve no local, onde registrou as imagens:

– É o único caso que temos conhecimento no Brasil.

Satler confirma que é um fato "anormal", do qual não se tinha notícias nos últimos 30 anos:

– Não se tem ideia ainda do que pode estar causando isso, são enxames com rainhas já fecundadas, o que significa que são vários, cada um saído de um local.

A cada dia, mais exemplares chegam nessa área da propriedade. Como o volume tem aumentado, as que já estavam no local começam a ficar debilitadas. FORA DO NORMAL

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora