CAMPO ABERTO – Hora da colheita

O Estado abre hoje, oficialmente, a colheita do arroz. O clima é de apreensão dentro e fora do campo. Nas lavouras, o frio fora de época fez o Irga revisar a produção: as 7,87 milhões de toneladas são 10% inferiores à última safra.

Mas é no âmbito econômico que produtores vêm colhendo os maiores percalços. Desvalorização do cereal, preço mínimo que não cobre custos e endividamento minam a confiança do agricultor. E pautarão encontro com o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, que participa da abertura, na Estação Experimental do Irga, em Cachoerinha.

PARA ENXUGAR OFERTA

O excesso de arroz no mercado interno tem feito os preços despencarem. Conforme o indicador Esalq/Senar-RS, a saca fechou em R$ 35,32 na quarta-feira – abaixo do mínimo, que é R$ 36,01. Na tentativa de enxugar a oferta, foram realizados ontem os dois primeiros leilões, de Prêmio de Escoamento da Produção e de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor. Das 300 mil toneladas ofertadas, 170,68 mil toneladas foram negociadas. O estoque final do ciclo atual é estimado em 1,18 milhão de toneladas.

MAIS ARROZ NO PRATO

A solução para a crise arrozeira passa pela retomada do consumo do arroz, avalia Tiago Barata, diretor comercial do Irga. Nos últimos 20 anos, houve recuo de 10,3 quilos por habitante:

– Se o consumo fosse estável, teríamos demanda extra de 2,1 milhões de toneladas .

A atual situação é bastante delicada. Levantamento mostra que foram raros os anos em o produtor médio conseguiu cobrir o custo de produção. Em 14 anos, ele acumulou 124 sacas de prejuízo.

NA RAIZ DOS CUSTOS

Segundo a Federação da Agricultura do Estado (Farsul), 30,26% dos custos de produção da lavoura de arroz são impostos. É por isso que a entidade defende a reforma tributária como forma de diminuir os gastos, o que deixaria o produto competitivo.

– A tributação é fundamental para os custos de produção. Se aprovada a reforma, a gente passa a plantar com imposto zero – pondera Antônio da Luz, economista do Sistema Farsul, que tratou do tema na 28ª Abertura da Colheita do Arroz.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *