CAMPO ABERTO – FOCO NO 2,4-D

No papel, o grupo de trabalho que vai debater a questão do 2,4-D está criado. Publicação do Diário Oficial de ontem indica quais serão os componentes.

O próximo passo será enviar comunicado a essas entidades e órgãos para que nomeiem os integrantes. A primeira reunião ainda não tem data para ocorrer, mas o secretário da Agricultura, Covatti Filho, estima que possa ser ainda em março.

O titular da pasta, que terá a coordenação do grupo, diz que os técnicos fizeram série de estudos a ser colocada em debate. Inclusive pontos que poderiam embasar regulamentação da aplicação terrestre de produtos químicos.

– A intenção é compartilhar ideias para série de ações que possam resolver esse problema – avalia o secretário.

O setor produtivo tem pressa em encontrar solução para o problema causado pelo herbicida.

Aplicado em lavouras de soja, causou prejuízos milionários em outras culturas, como a da uva e das oliveiras.

Houve deriva do produto, comprovada por meio de relatório da Secretaria da Agricultura que apontou 69 laudos positivos para a presença do produto de 79 coletas realizadas em 58 propriedades de 23 municípios do Estado.

O caso também tramita em dois núcleos do Ministério Público Estadual – o Nucam e a promotoria de Justiça de Porto Alegre do Meio Ambiente.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *