CAMPO ABERTO – FIM DE SAFRA

A poucos dias da mudança de governo e naquele que pode ser um dos últimos atos da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), o secretário Tarcísio Minetto apresentou ontem balanço das atividades da pasta.Os números bem que poderiam servir de argumento para o governador eleito reavaliar a decisão de juntar as estruturas que cuidam do setor primário – e até que a confirmação oficial saia, há esperança.

São dados como o do público-alvo: 333,06 mil agricultores familiares (91,2% do total de estabelecimentos no RS), 4,71 mil agroindústrias familiares, 3,78 mil assentados, 16 mil pescadores artesanais, 50 mil piscicultores, 35 mil indígenas, 4,02 mil quilombolas, 2,93 mil cooperativas e 38,53 mil famílias do Cadastro Único do Ministério do Desenvolvimento Social. Nos últimos quatro anos, foi quase R$ 1 bilhão na execução de políticas públicas conduzidas pela secretaria.

– Tem esse público que necessita olhar diferenciado – avalia Minetto.

A SDR tem orçamento de R$ 283 milhões, dos quais R$ 185 milhões para a Emater. Hoje, a secretaria tem custo de R$ 12 milhões ao ano e 208 funcionários, dos quais 49 cargos de confiança. Ou seja, 159 são concursados, que têm de ser mantidos na unificação.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!