CAMPO ABERTO – FALTA DE RECURSOS CAUSA APREENSÃO NA INDÚSTRIA

A uma semana do início da Agrishow 2019, a principal feira de agronegócio do Brasil, fabricantes de máquinas agrícolas não têm garantias de que haverá dinheiro para financiamento pelo Moderfrota com recursos esgotados desde 11 de abril. Por ora, há apenas a promessa do Banco do Brasil de aporte extra para a linha de crédito.

– Não sabemos exatamente o valor, mas será um bom reforço – confirma Pedro Estevão Bastos, presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas (Abimaq).

Mas a preocupação transcende a Agrishow, que deverá contar ainda com recursos de bancos comerciais, como Bradesco e Santander.

– Depois da feira faltarão ainda dois meses para a entrada do novo Plano Safra. Essa descontinuidade não é boa para o agronegócio – avalia o dirigente, que esteve em Brasília tratando do assunto na semana passada e que vinha há meses alertando o governo federal de que os recursos acabariam em abril.

Na safra atual, foram disponibilizados R$ 8,9 bilhões de subsídios para operacionalizar o Moderfrota, com juro controlado de 7,5% ao ano. O esgotamento de recursos e suspensão de novos pedidos ocorreu em meio à recuperação do setor de máquinas e implementos agrícolas no país – que, em 2018, cresceu 12% e, neste ano, espera avançar mais 10%.

– O Moderfrota é a nossa grande ferramenta de vendas. Essa situação nos preocupa muito, pois os negócios tendem a cair, impactando diretamente a economia brasileira – avalia o presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (Simers), Claudio Bier, que deverá ir a Brasília nesta semana para tratar do tema com representantes do governo.

Presidente da Agrishow 2019 e vice-presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Fernando Maturro é mais otimista em relação ao cenário.

– Os bancos públicos, comerciais e de fábrica estão operando com condições e taxas de juro muito semelhantes às do Moderfrota – destaca o dirigente, que não prevê dificuldades para a Agrishow nem para os próximos dois meses.

A expectativa é de que a feira supere em 10% os negócios do ano passando, chegando próximo de R$ 3 bilhões.

ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A 13ª REUNIÃO DA COMISSÃO BRASILEIRA DE PESQUISA DE TRIGO E TRITICALE E FÓRUM NACIONAL DO TRIGO 2019, QUE OCORRE DE 2 A 4 DE JULHO, EM PASSO FUNDO. A PRESENÇA DE PESQUISADORES, PROFISSIONAIS, PRODUTORES, CEREALISTAS E ESTUDANTES PODE SER GARANTIDA PELO WWW.REUNIAODETRIGO2019.COM.BR. A EDIÇÃO DESTE ANO É REALIZADA PELA BIOTRIGO GENÉTICA.

joana.colussi@zerohora.com.br 3218-4714

JOANA COLUSSI

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!