CAMPO ABERTO – Espaço de investimento coletivo nas startups

Sabe aquela ideia de que colocar dinheiro em startup é algo somente para fundos e grandes companhias de venture capital? A partir de hoje, uma plataforma tenta desconstruir essa visão com a proposta de socialização dos investimentos nas empresas de inovação tecnológica. A Cap Table (captable.com.br), braço da StartSe, funcionará como meio de financiamento coletivo – semelhante ao modelo de crowdfunding. Nesse caso, o instrumento utilizado é o da dívida conversível.

Guilherme Enck, sócio-fundador, explica que, na primeira etapa, quatro startups foram selecionadas para aportes:

– Qualquer investidor, com valores a partir de R$ 1 mil, poderá fazer a reserva de investimento. Escolhe a empresa ou as empresas que quiser e faz o aporte. A ideia é justamente dar acesso a esse mercado para as pessoas comuns que queiram participar.

As startups selecionadas são gaúchas e uma delas é a Eirene, uma agrotech que busca soluções para o agronegócio. O carro-chefe da empresa é o savefarm. O equipamento pode ser acoplado em pulverizadores (na foto) para fazer a aplicação seletiva, somente nas partes das lavouras em que há necessidade.

– Com os recursos provenientes da plataforma, vamos terminar a instalação em clientes e estaremos desenvolvendo novos recursos ao produto. Também vamos buscar a expansão do negócio – explica Eduardo Marckmann, presidente da Eirene.

CAMPO ABERTO

Fonte: Zero Hora