CAMPO ABERTO – Duplicação da Yara mais perto do fim

Iniciada há dois anos, a duplicação do complexo industrial da Yara, em Rio Grande (foto), está com 75% das obras concluídas. A parte nova de mistura de fertilizantes já está em operação. Até o final de 2020, será finalizada a última fase, a de produção de adubo químico.

– Será o maior complexo de fertilizantes da América Latina – reforça Lair Hanzen, presidente da Yara Brasil.

Cerca de 2 mil pessoas estão trabalhando na construção, que aumentará a capacidade anual de produção de 650 mil para 1,2 milhão toneladas e de mistura de 1,5 milhão de toneladas para 2,2 milhões de toneladas. O investimento passa de R$ 1,5 bilhão.

A Yara, multinacional norueguesa, tem 25% do mercado de fertilizantes no país. No RS, o percentual é de 35%.

Até sexta-feira, representantes de 15 países da América Latina participam em Porto Alegre de um treinamento sobre a mosca da bicheira – um dos insetos parasitas mais danosos à pecuária nas zonas tropicais e subtropicais. A praga ataca animais de sangue quente, como bovinos, ovinos, suínos, aves e equinos. No Brasil, os prejuízos podem chegar ao redor de U$ 380 milhões por ano, conforme estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

joana.colussi@zerohora.com.br 3218-4714

JOANA COLUSSI – INTERINA

Fonte : Zero Hora