CAMPO ABERTO – Divisão de negócios

Em evento que levou para a frente da Bolsa de Valores de Nova York, nos Estados Unidos, produtos que chegarão ao mercado no futuro, como tratores sem cabine e movidos a biometano (foto), a CNH Industrial comunicou a investidores a divisão dos negócios de máquinas e veículos a partir de 2021. No portfólio da multinacional, com sete fábricas no Brasil, estão marcas como New Holland, Case IH, Iveco e FPT Industrial. No mesmo dia, anunciou a aquisição de empresa focada em gestão de dados nas lavouras (leia mais abaixo).

Os dois movimentos integram o plano estratégico para os próximos cinco anos – quando projeta crescer anualmente 5% e investir US$ 13 bilhões.

– Chegamos à conclusão de que a criação de duas empresas, buscando a liderança nos seus respectivos segmentos, é o único caminho viável a seguir – disse o presidente global da CNH Industrial, Hubertus Mühlhäuser.

Pela nova divisão, as marcas de máquinas agrícolas e de construção Case e New Holland ficarão no segmento Off-Highway (fora da estrada), que, em 2018, teve receita global de US$ 13,1 bilhões. Já os veículos comerciais da Iveco e motores da FPT Industrial ficarão no On-Highway (dentro da estrada). Junto, o grupo faturou US$ 15,6 bilhões no ano passado.

Com atuações independentes, ainda sem nome definido, as duas empresas serão listadas de forma individual nas bolsas de Nova York e da Itália a partir do primeiro semestre de 2021.

joana.colussi@zerohora.com.br

JOANA COLUSSI*

Fonte: Zero Hora