CAMPO ABERTO – DE VOLTA À VITRINE

Sem recursos desde 8 de março, a linha do Pronaf Mais Alimentos, voltada a aquisição de máquinas por produtores familiares, deve ganhar sobrevida a partir desta segunda-feira.

Conforme circular do BNDES emitida na última quinta-feira, está reaberto o protocolo "de pedidos de financiamento relativos às operações de investimento no âmbito do programa (…) no tocante à linha de crédito com taxa de juros pré-fixada de até 4,6% ao ano".

Ou seja, em tese, serão retomados os empréstimos do setor, que haviam sido suspensos por meio de outra circular, enviada às instituições bancárias que operam linhas do BNDES, no início do mês de março.

A notícia veio dias antes do início da Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, no norte do Estado, e só não atrapalhou mais porque o Banco do Brasil remanejou recursos e seguiu atendendo ao segmento da agricultura familiar.

Com demanda 25% superior, o BB confirmou na semana passada, no entanto, que a sua fonte para o ciclo vigente secou. Ou seja, a instituição não tem mais valores disponíveis para que pequenos produtores acessem linhas de investimentos.

A volta da linha do Pronaf Mais Alimentos agora nas demais instituições financeiras traz um pouco de alento. Resta saber se haverá fôlego suficiente nessa retomada para dar conta da demanda do segmento até o final do Plano Safra, que chega só daqui a dois meses, em 30 de junho.

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!