CAMPO ABERTO – CRESCEU COM A SAFRA

Os investimentos em armazenagem devem crescer 25% neste ano no Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). A projeção é fechar o ano com R$ 150 milhões financiados. Em 2106, a quantia somou R$ 119,5 milhões. No primeiro semestre, o acumulado chegou a R$ 70 milhões. Mas os melhores negócios devem ficar mesmo para os últimos seis meses, já que o Plano Safra 2017/2018 – que entrou em vigor em julho – teve redução da taxa de juro. Na Expointer, 60% das solicitações ao BRDE foram para armazenagem.

As cooperativas estão entre as que mais acessaram o crédito com o objetivo de ampliar estruturas para guardar grãos. Gerente de operações rurais do BRDE, Fabiano Casiraghi diz que a explicação está em um conjunto de fatores, que inclui a concorrência paranaense:

– As cooperativas viram espaço para crescer. Ou investiam, ou perdiam mercado.

Para Sergio Feltraco, diretor-executivo da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado, o aporte reflete aumento de produção e produtividade. Em cinco anos, foram incorporados mais de 1 milhão de hectares de soja:

– Faz com que haja necessidade de mais estruturas físicas. Hoje, 50% da originação de soja no RS é feita pelas cooperativas.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *