CAMPO ABERTO – Crédito no século 21

Se a medida provisória 897/2019, conhecida como MP do Agro, for convertida em lei, marcará novo momento do crédito rural no país. Deve modernizar o sistema, na avaliação de Antônio da Luz, economista-chefe da Federação da Agricultura do Estado (Farsul). Ele lembra que os financiamentos do setor foram criados na década de 1960. O governo era a fonte dos recursos. No período de 1990, veio uma segunda etapa.

A base do sistema passou a ser o dinheiro dos bancos, com regulamentação da União e subsídio de algumas operações. Com as novas regras, surgiria nova perspectiva, com alternativas para a busca de crédito no mercado (em revendas de insumos, cooperativas, cerelaistas, entre outros).

– A MP do agro traz para o seculo 21 o sistema de crédito brasileiro – avalia o economista.

Percepção compartilhada pelo advogado Fernando Pellenz, do escritório Souto Correa. Agilidade, segurança jurídica e transparência são outros benefícios apontados.

No texto-base aprovado na Câmara na terça-feira estão itens como patrimônio de afetação, que permite dividir a propriedade em partes para garantia, fortalecimento da Cédula de Produto Rural (CPR), e fundo de aval fraterno. Ainda é necessário que o tema passe pelo Senado e seja sancionado pelo presidente.

gisele.loeblein@zerohora.com.br 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *