CAMPO ABERTO – COMBUSTÍVEL NOS CUSTOS

Período em que os preços de insumos aumentam, devido à demanda, agosto interrompeu a sequência de 18 meses de deflação no índice de inflação do agronegócio calculado pela Federação da Agricultura do Estado (Farsul). A alta nos custos de produção alcançou 0,17%.

– Há ainda a explicação pontual, que foi o aumento do combustível – observa o economista- chefe do Sistema Farsul, Antônio da Luz.

Em 12 meses, a deflação se mantém. Comparando com 2016, o produtor plantará safra 2,59% mais barata. O problema é que os preços recebidos no período registraram queda de 18,45%.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *