CAMPO ABERTO – COM UMA DOSE DE MUDANÇA

O Rio Grande do Sul se prepara para a primeira etapa da campanha de imunização do rebanho contra a febre aftosa, de 1º a 31 de maio. Neste ano, com mudança importante: a dose passa a ser de 2ml. Supervisores regionais da Secretaria da Agricultura receberam folhetos (ao lado) para distribuir.

Nesta etapa, a projeção é de que sejam imunizados cerca de 12,5 milhões de exemplares, entre bovinos e bubalinos.

ASSUNTO PARA CEM DIAS

Entre as inúmeras demandas que chegam ao Piratini, uma deverá marcar a passagem dos cem primeiros dias de governo de Eduardo Leite.

É o debate intenso sobre o que o Estado deve fazer diante dos problemas causados pela deriva do herbicida 2,4-D. O produto usado nas lavouras de soja tem causado danos significativos a culturas como a da uva, a da maçã e a da azeitona. No capítulo mais recente, relatório de perdas de quase R$ 100 milhões entre produtores de uva reforçou a necessidade de adoção de medidas para resolver o problema.

Hoje, o secretário da Agricultura, Covatti Filho, tem encontro com o promotor do Ministério Público do Estado Alexandre Saltz, que está responsável pelo caso.

– Toda resolução, debate, ações serão concretizados no grupo de trabalho – reforçou o secretário à coluna, acrescentando que a data da primeira reunião deve ser anunciada hoje.

Leite tem acompanhado o assunto e recebido orientações sobre ações planejadas. Sem detalhar, o secretário diz que uma das medidas a serem propostas é de caráter educativo/punitivo e que não precisaria de nova legislação para ser implementada.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!