Campo Aberto – Colheita de oliva já tem início no Rio Grande do Sul

Empresa que detém metade da área de produção de oliva no Estado projeta industrialização de cem toneladas

Colheita de oliva já tem início no Rio Grande do Sul Divulgação/Tecnoplanta

Foto: Divulgação / Tecnoplanta

Antes mesmo da abertura oficial da colheita, que ocorrerá no dia 15 de março, os primeiros já frutos começam a ser extraídos das oliveiras no Rio Grande do Sul. A Tecnoplanta, cujos olivais serão sede pela terceira vez do evento da abertura, deu a largada em São Sepé. Na próxima semana, será a vez de Barra do Ribeiro, Caçapava do Sul e Sentinela do Sul, totalizando 300 hectares. A empresa responde por metade da área em produção no Estado, que é de 600 hectares, de um total de mais de 2 mil hectares cultivados. A diferença é explicada porque a oliveira começa a produzir a partir do terceiro ou quarto ano e a maior parte ainda é ocupada por plantas em fase de desenvolvimento.

Segundo Edison Luis Batista Dornelles, assistente técnico na área de sistemas de produção vegetal da Emater, Regional de Bagé, ainda é cedo para fazer a estimativa de safra, mas a expectativa é de que o rendimento médio na indústria fique entre 14% e 15% de aproveitamento da fruta, o que é considerado satisfatório.

Durante a abertura da colheita, que será às margens da BR-290, no km 332, também será lançado o cadastro olivícola por meio de portaria da Secretaria da Agricultura.

Para este ano, a Tecnoplanta, dona da marca Prosperato, projeta processar cem toneladas de frutas — mesmo volume de 2016 —, resultando entre 15 mil a 18 mil de azeite extra virgem.

— Poderíamos processar mais se houvesse mais produção — garante Rafael Marchetti, diretor da Tecnoplanta, detalhando que a empresa fornece mudas e garante a compra da fruta ou dá orientação de como produzir azeite.

Por: Karen Viscardi

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *