CAMPO ABERTO – Chuva freia novas perdas nas lavouras

A volta da chuva em todas as regiões do Rio Grande do Sul nas últimas semanas estancou o avanço dos prejuízos nas lavouras gaúchas, e ajudou a recuperar parte dos danos na soja, onde 37% das plantas estão na fase de desenvolvimento vegetativo. Mas a Associação dos Produtores de Soja do Estado (Aprosoja-RS) ainda trabalha com estimativa de quebra de 20% das lavouras.

– As perdas previstas da ordem de R$ 5 bilhões na soja permanecem. Se o clima engrenar, pode reduzir porque soja tem capacidade de recuperação – explica Luis Fernando Fucks, presidente da Aprosoja-RS.

No milho, cuja colheita alcançou 26% da área plantada, segundo a Emater-RS, a situação é diferente, pois já há áreas com prejuízos consolidados.

– No geral, as precipitações devem estancar perdas nos cultivos que estavam em enchimento de grãos, mesmo sem reverter a situação – considera Ricardo Meneghetti, presidente da Associação dos Produtores de Milho do Estado (Apromilho-RS).

A estiagem deve afetar o resultado geral do ciclo.

– Podemos ter safra potencialmente boa se as condições climáticas permitirem daqui para a frente, mas acreditamos que, em virtude dos problemas em algumas regiões, pode não ser como esperada inicialmente – diz Rogério Mazzardo, gerente técnico da Emater-RS.

Para evitar perdas, as indicações são quase unânimes: estruturar o solo a partir de rotação de culturas, escalonar plantio quando possível e investir em irrigação.

karen.viscardi@zerohora.com.br

KAREN VISCARDI | INTERINA

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *