CAMPO ABERTO – CHINA MANTÉM APETITE

Não é por acaso que os frigoríficos têm feito fila para credenciar novas unidades para exportação à China. O país asiático se manteve, no primeiro quadrimestre, como o principal destino da carne bovina brasileira, com 208,72 mil toneladas embarcadas – ainda que esse volume seja inferior ao do igual período do ano passado.

No acumulado de 2019, o Brasil registra crescimento de 13% em volume e de 4% em receita nas exportações de carne bovina.

Há avanço também em abril. A Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) avalia como positiva a alta, ainda que possa refletir, em parte, mudanças de metodologia feitas pelo Ministério do Desenvolvimento no ano passado.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!