CAMPO ABERTO – CESA: À ESPERA DO FIM

A lei que extingue a Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) ainda aguarda a sanção do governador José Ivo Sartori. O Piratini está dentro do prazo – a aprovação na Assembleia Legislativa foi no último dia 17 de abril. O tempo para a realização da assembleia-geral de acionistas que definirá o liquidante e o cronograma da extinção, no entanto, só começa a correr quando o texto sair. São 30 dias após a publicação.

Enquanto isso, a Justiça do Trabalho – onde foi firmado acordo de ação do piso da categoria dos trabalhadores da Cesa – determinou a venda de unidades em oito municípios: Bagé, Cachoeira do Sul, Cruz Alta, Erechim, Palmeira das Missões, Santa Rosa, São Gabriel e Passo Fundo (foto baixo).

BARTOLOMEU BRAZ PEREIRA

Presidente da Aprosoja

O novo presidente da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja), Bartolomeu Braz Pereira tomou posse ontem. Agricultor e também presidente da Aprosoja Goiás e vice da Federação de Agricultura de Goiás, fica no comando até 2020. Uma das metas é melhorar a rentabilidade. Confira trechos da entrevista à coluna.

Como aumentar a rentabilidade da soja?

Temos custo de produção dos mais altos. A tecnologia chegou de forma concentrada, as empresas formaram grandes concentrações. Não há lei de genéricos de insumos, os fertilizantes são quase todos importados. Temos de dar alternativas, buscar formas para sair da escravidão dessas empresas.

Isso inclui royalties da soja transgênica?

Entramos com ação (a Aprosoja-MT) para quebrar a patente (da Intacta RR2 Pro, da Monsanto). Para nós, não existe inovação. Temos embasamento técnico de que a cobrança é indevida.

Qual a posição em relação ao Funrural?

A Aprosoja entrou com embargos, pedindo que ministros voltem atrás na decisão (que considerou constitucional a cobrança). O STF reconheceu que era inconstitucional (em decisão anterior). Estamos trabalhando pela modulação. A certeza de que a cobrança está errada é de que, para 2019, o governo aceitou dar opção de contribuição de Funrural ou folha de pagamento.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *