CAMPO ABERTO – CALOR SÓ EM PISTA

Em quatro dias marcados por frio intenso, oito conjuntos garantiram vaga à grande final do Freio de Ouro na última classificatória do Estado, realizada em Uruguaiana, na Fronteira Oeste. A égua Cambraia Cala Bassa, montada por Marcelo Moglia (foto acima), assumiu a ponta no segundo dia da disputa e confirmou o pódio ontem, ao alcançar 20,198 pontos. O animal é criado pela Cabanha Cala Bassa, de Bagé.

Entre os machos, o primeiro lugar ficou com o cavalo Madrugador 532 da Reconquista, conduzido pelo ginete Daniel Waihrich Teixeira. O animal, do Condomínio Madrugador, de Alegrete, somou 20,137 pontos nas provas funcionais e na morfologia. Ao todo, 40 conjuntos entraram em pista durante a disputa. A classificatória foi realizada no Parque de Exposições Agrícola e Pastoril, fundado ainda em 1905. Em 1909, parte das estruturas de duas das cocheiras mais antigas veio da Inglaterra, viajando de navio até Rio Grande e por trilho até Uruguaiana. Em 1914, o parque sediou o primeiro remate de gado do Brasil.

A etapa seguinte do Freio de Ouro ocorre no próximo fim de semana em Ponta Grossa (PR) – onde disputarão conjuntos do Paraná e de Santa Catarina. A final da competição, organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), será em 26 de agosto, na Expointer, em Esteio.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora