CAMPO ABERTO – "Bancada do arroz" toma forma

Com a primeira reunião e lista de reivindicações, a “bancada do arroz” da Assembleia Legislativa tomou forma ontem. Dos 15 parlamentares convidados, 11 estiveram no encontro realizado na Capital.

– Foi um primeiro passo.

A ideia é que a gente faça a bancada dentro da Frente Parlamentar da Agropecuária, porque hoje o produtor de arroz atua também em outras áreas – diz Alexandre Velho, presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Estado (Federarroz), entidade que completa 30 anos e que sugeriu a criação do grupo.

Hoje, três temas relacionados à cultura são considerados prioritários em relação ao Estado: redução temporária do ICMS na venda interestadual do  arroz em casca, maior eficiência no porto de Rio Grande e a valorização do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga).

Produção de valor

A produção agrícola rendeuao Brasil resultado recorde no  ano passado. Levantamento do IBGE aponta que o valor bruto alcançou R$ 343,5 bilhões, a maior quantia desde o início da série histórica, em 1974.

E, no topo do faturamento, o município de São Desidério  (BA) desbancou Sorriso (MT) e chegou ao maior resultado individual: R$ 3,63 bilhões.

No ranking brasileiro dos municípios com os maiores valores brutos da produção agrícola em 2018, Tupanciretã é o melhor colocado do Rio Grande do Sul. Os R$ 632,3 milhões acumulados levaram a cidade da Região Central ao 63º lugar (veja acima), ampliando 17 posições em relação ao levantamento anterior. Resultado puxado pela produção de soja, que alcançou 149,1 mil hectares, a maior área no território gaúcho.

Entre os Estados, o Rio Grande do Sul manteve a quarta posição, com R$ 39,18 bilhões, o que representa 11,4% do total do país. Ficaram na frente Paraná, Mato Grosso e São Paulo.

NO RADAR

Amanhã, 35 dirigentes e executivos de cooperativas  agropecuárias do RS embarcam para o Vale do Silício, nos EUA. Têm encontro com representantes de marcas como StartSe, Netflix e Amazon entre outros

*** *** ***

O MINISTÉRIO DA AGRICULTURA APRESENTOU O OBSERVATÓRIO DA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA. O PROJETO, DESENVOLVIDO COM APOIO DA CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL, PERMITIRÁ ACOMPANHAMENTO, GESTÃO E CRUZAMENTO DE INFORMAÇÕES DO SETOR.

Fonte : Zero Hora