CAMPO ABERTO – ATENÇÃO ÀS FORMAS

No primeiro dia de disputa do Bocal de Ouro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, estava em jogo a avaliação da morfologia de fêmeas e machos da raça crioula. Todos os animais que participam dessa seletiva, a mais importante do circuito do Freio de Ouro, são estreantes na disputa.

Entre as éguas, as três melhores pontuações ficaram com Basca Amora (8,167), Guaiba 224 da Vendramin (8,100) e La Castellana Honra da Casa (8,033). Entre os machos, os três melhores resultados foram de Guanabara Nunca Más (7,850), Pampeano do Recanto Crioulo (7,783) e Golilla Patron (7,733).

– Sempre surgem grandes expoentes da raça no Bocal de Ouro, com performance significativa na final do Freio de Ouro. Isso demonstra e comprova o crescimento da raça – avalia Mário Moglia Suñé, um dos jurados das fêmeas.

A seleção morfológica é considerada muito importante, com animais bem caracterizados no standard da raça crioula. Hoje, terão início as provas funcionais. Os vencedores do Bocal de Ouro serão conhecidos no domingo.

No total, 48 fêmeas e 48 machos participam dessa classificatória, que habilitará 16 exemplares a participarem da grande final em agosto, durante a Expointer. A competição é organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *