CAMPO ABERTO – Agricultura familiar terá mais R$ 1 bilhão para investimento

Os agricultores familiares deverão contar com novos recursos do Pronaf Mais Alimentos para investimento. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, solicitou remanejamento de R$ 1 bilhão para atender o programa, que estava sem dinheiro para os financiamentos desta safra agrícola, que se encerra em junho. O pedido foi encaminhado pela Secretaria de Política Agrícola ao Ministério da Economia. A expectativa é de que a demanda seja votada hoje em reunião do Conselho Monetário Nacional.

– Essa busca por crédito é positiva, mostra que os investimentos não apenas retornaram, mas com força – considera Fernando Schwanke, secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura.

Levantamento dos recursos disponibilizados a partir de julho, mês em que se inicia o Plano Safra, até novembro de 2019, último dado consolidado, indica R$ 6,7 bilhões liberados. O aumento é de 35%, na comparação com o mesmo período do ano anterior, que totalizou R$ 5,357 bilhões.

– Tivemos mais recursos e mais acessos. Ainda tem dezembro, que não está nessa conta – completa Schwanke.

Carlos Joel da Silva, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado (Fetag-RS), que vinha alertando sobre a falta de recursos, espera que a rubrica seja apenas para investimentos no Pronaf Mais Alimentos.

– Se ficarmos no mesmo patamar de demanda de anos anteriores, o valor é suficiente. Mas, com a estiagem, os agricultores familiares podem solicitar financiamento para investir em irrigação, e o dinheiro seria insuficiente – diz Silva.

Luiz Carlos Gomes de Moraes, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), considera que o planejamento de longo prazo é mais importante do que o valor destinado às linhas de crédito:

– A previsibilidade dos recursos, divulgados com antecedência, ajuda o setor de máquinas e implementos a planejar e a buscar alternativas.

karen.viscardi@zerohora.com.br

KAREN VISCARDI – INTERINA

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *