Caminhão que reproduz ciclo da soja visitará 12 Estados

Projeto itinerante quer levar informação aos produtores sobre a melhor maneira de fazer o manejo

por Luciana Franco

Divulgação/FMC

Objetivo com o caminhão itinerante é levar informação sobre manejo aos produtores (Foto: Divulgação/FMC)

A FMC Agricultural Solutions iniciou nesta segunda-feira (3/6) um projeto chamado “Operação Soja”. Trata-se de caminhão itinerante que levará para diversas cidades brasileiras a experiência sensorial do desenvolvimento da cultura. O caminhão – que reproduz em seu interior as três fases do ciclo de produção do grão, bem como as intempéries climáticas que afetam as lavouras – percorrerá 12 Estados, 58 cidades e 18.500 mil quilômetros nas principais cidades produtoras de soja do país até meados de setembro de 2013.
“Nosso objetivo é levar informações aos produtores de soja sobre a melhor maneira de fazer o manejo nas lavouras em cada um dos três ciclos de desenvolvimento da planta”, diz Flávio Centola, gerente de fungicidas da FMC.

Divulgação/FMC

Os visitantes podem ver o ciclo de produção da soja no caminhão (Foto: Divulgação/FMC)

De acordo com ele, a decisão, por parte do agricultor, não deve estar restrita apenas ao número de aplicações que são necessárias, mas deve levar em conta qual o tipo de tecnologia é mais adequado para cada fase. “O espectro de doenças que atinge a soja é cada vez maior e acreditamos que um ligeiro ajuste no uso dos fungicidas ajudará o agricultor a promover uma sensível melhoria no desempenho das plantações”, avalia Centola.
O executivo cita duas das doenças mais comuns: a antracnose, que acontece na fase de brotação e a mancha alvo, causada por um fungo que provoca o surgimento de manchas circulares nas folhas. “Essas doenças são mais visíveis na fase final vegetativa, mas tem início na fase reprodutiva do grão e dependendo da localização da lavoura elas incidem com maior ou menor intensidade”, diz Centola.

Divulgação/FMC

O caminhão rodará o país, passando por 12 Estados brasileiros (Foto: Divulgação/FMC)

Segundo ele, com tecnologias apropriadas é possível evitar a ocorrência de uma série de doenças que afetam a produtividade das lavouras. O Locker e o Galileo XL são os fungicidas comercializados pela FMC destinados ao combate das principais doenças registradas no Brasil.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *