Brasília e a Rio+20 (Artigo)

De 13 a 22 de junho, a cidade do Rio de Janeiro será o centro das atenções do planeta. A Rio+20, como é chamada a Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento Sustentável, é uma oportunidade depois da ECO 92 para discutir os novos caminhos para um mundo mais seguro, igualitário, verde e justo, com geração da renda, de emprego e a superação da pobreza.

Alguns temas dos debates já são amplamente conhecidos. Entre eles estão os desafios relacionados às cidades, água, lixo, alimento e geração de energia limpa e renovável, redução da emissão de carbono e proteção dos rios e oceanos, ameaçados pelos efeitos das mudanças climáticas.

Estarei no Rio participando de debates. Pensando globalmente, mas agindo localmente, pretendo colocar em pauta problemas do nosso dia-a-dia brasiliense, até bem pouco tempo uma das melhores cidades do país para se viver.

Precisamos superar as discussões e gestar um novo modelo de cidade sustentável, no lugar de uma invadida pelos carros e com um dos piores sistemas de transporte público do país. A Rio+20 precisa atentar para soluções para as cidades brasileiras e do mundo.

Em termos de Mudanças Climáticas, nós já temos uma lei sancionada pelo Governo do Distrito Federal. A lei é de minha autoria e traz condições para que possamos evitar o pior amanhã, se agirmos hoje.

Nas áreas rurais temos que incentivar a AGRICULTURA FAMILIAR, em busca de uma alimentação saudável, sem pesticidas; fiscalizar a manutenção das áreas de preservação ambiental.

Olhar o Cerrado com o respeito que ele merece como a maior biodiversidade do mundo.

Temos que aproveitar a Rio+20 para combater os problemas que envolvem os nossos sistemas de saúde, de educação, de segurança, de mobilidade, e outros.

A Rio+20 tem palco para todas as discussões, inclusive sobre as novas tecnologias sustentáveis aplicadas em várias partes do mundo, que fazem parte da economia verde. São experiências que podem retirar as pessoas da pobreza.

Fonte: JORNAL DE BRASILIA – DF Joe Valle  | Deputado distrital pelo PSB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *