Brasil recebe missão de veterinários mexicanos

Após um surto de gripe aviária no México, três equipes de veterinários mexicanos estão no Brasil para analisar a abertura de seu mercado para a carne de frango e ovos produzidos no país. Os profissionais ficarão dez dias e visitarão frigoríficos em Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, de acordo com o Ministério da Agricultura.

A expectativa do setor produtivo brasileiro é que o México crie um cota de importação emergencial de 300 mil toneladas de carne de frango que valeria já este ano e seria dividida entre exportadores do Brasil e de outros países.

"É uma ótima notícia. Já tentamos exportar para o mercado mexicano, mas esbarramos na existência de elevadas tarifas de importação para países da América do Sul e de um acordo de livre comércio do país com os Estados Unidos. Agora, enviaram um pedido de abertura emergencial", afirmou Francisco Turra, presidente da União Brasileira de Avicultura (Ubabef).

"Até 15 dias atrás, o mercado mexicano era inacessível a nós devido a acordos comerciais. A tarifa para os brasileiros era maior que 100% contra 0% dos americanos. Isso agora vai mudar", acrescentou o dirigente.

No ano passado, o Ministério da Agricultura não anunciou nenhuma abertura relevante de mercado. Este ano, além da possibilidade de abertura do México para o frango nacional, o Japão reconheceu Santa Catarina como livre de aftosa sem vacinação, o que permitirá ao Estado exportar carne suína ao país asiático.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3140820/brasil-recebe-missao-de-veterinarios-mexicanos#ixzz2UaqOp2F2

Fonte: Valor | Por Tarso Veloso | De Brasília

Compartilhe!