Brasil obtém superavit em trigo e arroz no ano (Vaivém)

Fonte: FOLHA DE S. PAULO – SP  Mauro Zafalon

O Brasil vive uma situação inédita neste ano: está conseguindo superavit entre exportações e importações no setor de cereais.

Pressionados por preços abaixo dos custos de produção em 2010 e no início deste ano, os produtores solicitaram auxílio do governo para a comercialização da safra.

O governo acionou mecanismos de ajuda e, em alguns casos, os preços se recuperaram. Foi o que ocorreu com o milho, que teve alta no mercado interno.

Uma das principais políticas do governo foi promover leilões de PEP (Prêmio de Escoamento de Produto). O governo subsidia a retirada de produto da região produtora, incentivando a movimentação para outro local, inclusive para o mercado externo.

O resultado foi que o país exportou 10,8 milhões de toneladas de milho em 2010, volume 38% superior ao de 2009. Neste ano, as vendas externas somam 2,7 milhões de toneladas até abril, também 38% acima do volume de igual período de 2010.

As vendas de trigo, mesmo com o real valorizado em relação ao dólar, somaram 2 milhões de toneladas, igualando-se às importações.

Já as exportações de arroz atingiram 241 mil toneladas no período, 41% mais do que as importações.

Trigo e arroz, apesar do escoamento de parte da produção para o mercado externo, ainda mantêm preços de comercialização inferiores aos valores mínimos estipulados pelo próprio governo.

A medida do governo, se auxiliou os produtores, preocupa consumidores internos desses insumos, principalmente os de milho.

Os EUA, principais produtores, estão com problemas no plantio e, se houver quebra de safra, o preço vai ficar ainda mais aquecido.

Os custos dos produtores brasileiros de carnes -grandes utilizadores desse cereal- podem subir. Isso ocorreria no momento em que os preços das proteínas perdem força internamente.

Trigo no RS A área plantada com trigo deverá ser de 844 mil hectares no Rio Grande do Sul neste ano, 6,13% a mais do que em 2010, segundo a Emater/RS. A produção do Estado deverá atingir 1,8 milhão de toneladas.

Menor A produtividade deverá cair para 2.186 quilos por hectare nesta safra, 13,5% menos do que na anterior, quando o Estado obteve volume recorde. Luiz Ataídes Jacobsen, da Emater, diz que a estimativa é conservadora. Se o clima ajudar, a produtividade poderá repetir 2010.

Abaixo de R$ 100 A arroba do boi caiu em todas as praças acompanhadas pelo Cepea nos últimos sete dias. Um dos motivos foi a compra menor de gado em São Paulo e a busca do animal em Estados que têm oferta maior.

Volta a subir

O álcool hidratado manteve tendência de alta ontem nas usinas paulistas. O Cepea apurou que a comercialização ocorreu a R$ 1,023 por litro em Paulínia (SP).

Arroz Portaria dos ministérios da Agricultura e da Fazenda autoriza a realização de leilões de opção pública de arroz produzido no Sul. A medida vai apoiar a comercialização de até 500 mil toneladas.

Valor O crédito destinado pelo governo a essa operação será de R$ 300 milhões. O preço de suporte para a saca de arroz em casca é de R$ 29 em novembro.

OLHO NO PREÇO

COTAÇÕES

Mercado Interno

ALGODÃO

(R$ por arroba) 29,96

TRIGO

(R$ por saca) 28,32

Nova York

CACAU

(US$ por tonelada) 2.979

AÇÚCAR

(cent.de US$)* 21,82

* por libra-peso

Com KARLA DOMINGUES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *