Brasil financiará programa de compra de alimentos na África

O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento agrícola e para a distribuição de alimentos

por Agência EFE

 Shutterstock

O Brasil destinará cerca de US$ 2,37 milhões a um novo programa de compra de alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e doPrograma Mundial de Alimentos (PMA), em benefício da população mais vulnerável de Etiópia, Malauí, Moçambique, Níger e Senegal. O acordo foi assinado nesta terça-feira (22/1), na sede da FAO, em Roma, segundo informou a organização em comunicado.
O Brasil financiará o projeto e compartilhará sua experiência adquirida através de seu programa nacional de compra de alimentos, baseado na aquisição da produção de pequenos agricultores e sua distribuição às camadas mais vulneráveis da sociedade, como crianças e jovens através de refeitórios escolares.
Segundo o acordo assinado, a FAO receberá US$ 1,55 milhão que destinará à produção, provisão de sementes e adubos e impulsionará a capacidade dos pequenos agricultores e das associações de camponeses para cultivar, processar e vender seus artigos.
O PMA, por sua parte, receberá um financiamento de US$ 800 mil e se encarregará da organização das compras e de distribuir os alimentos nas escolas e entre os grupos mais vulneráveis. Os programas de aquisição de alimentosrepresentam uma nova perspectiva no desenvolvimento agrícola e nas intervenções alimentícias.
A ênfase tradicional na transferência de tecnologia e ajudas é substituída assim por um esforço em alcançar as condições sociais e institucionais necessárias para garantir que a população ameaçada pela insegurança alimentícia tenha acesso à comida de qualidade.
O acordo foi assinado pelo representante permanente do Brasil na FAO, Antonino Marques Porto e Santos; o subdiretor-general da FAO à frente do Departamento de Cooperação Técnica, Laurent Thomas, e o subdiretor executivo e chefe de Operações do PMA, Amir Abdulla.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *