Brasil deve registrar novo recorde de produção, com 250,8 milhões de toneladas

Se, no Rio Grande do Sul, a produção agrícola sofre grandes perdas, no resto do Brasil, o cenário é bem diferente.

Segundo a Conab, apesar do impacto causado pelos problemas climáticos na Região Sul sobre a produtividade de soja e milho, essas duas culturas devem apresentar recorde nacional de produção.

safra brasileira de grãos 2019/2020 deve alcançar 250,87 milhões de toneladas, 3,9% maior (ou 8,8 milhões de toneladas) do que o volume colhido em 2018/2019, informa a Conab. A produção nacional de soja está estimada em 120,3 milhões de toneladas, um ganho de 4,6% em relação à safra 2018/2019 (115,03 milhões de toneladas). “Com o avanço da colheita no Rio Grande do Sul, foi confirmado o menor rendimento ocasionado pelas condições climáticas desfavoráveis”, informa a Conab.

Para o milho, a soma das três safras do ano deverá ser de 102,34 milhões de toneladas, crescimento de 2,3% ante a safra anterior (100,04 milhões de toneladas), com área de 18,5 milhões de hectares.

Na primeira safra, na qual a colheita está terminando, a produção estimada é de 25,3 milhões de toneladas, 1,5% inferior à safra passada. Já o milho segunda safra deverá ter um volume de 75,9 milhões de toneladas (3,7% maior), com área planta crescendo 7%, para 13,8 milhões de hectares. O milho terceira safra deverá alcançar uma produção de 1,17 milhão de toneladas, com uma área plantada de 511,2 mil hectares.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *