Brasil deve importar 700 milhões de litros de etanol na safra 2011/2012

Fonte: CANAL RURAL | Raphael Salomão | São Paulo (SP)

Mesmo no cenário de escassez, país ainda exporta o produto

A indústria da cana-de-açúcar confirma que o Brasil deve importar 700 milhões de litros de etanol dos Estados Unidos na safra 2011/2012. As lideranças do setor afirmam que esta é a melhor alternativa para enfrentar a queda na produção, enquanto não avançam os novos investimentos em usinas. O curioso é que neste cenário de escassez, o Brasil ainda está exportando etanol.

Segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), cerca de 400 milhões de litros já entraram no mercado brasileiro. O diretor-técnico da Unica explica que o litro do combustível importado produzido a partir do milho, tem ficado acima de R$ 1, um preço competitivo.

– Há mais de 40 dias, o litro de etanol na região Centro-Sul está sendo vendido a R$ 1,35. Então, provavelmente esse é o preço que as empresas compraram, arbitraram na compra e tem uma expectativa de vender no mercado interno – relata o diretor técnico da Unica, Antônio de Pádua Rodrigues.

Para o analista e presidente da International Ethanol Trade Association (Ietha), Tarcilo Rodrigues, o volume importado ainda é relativamente pequeno, considerando o tamanho da safra brasileira corresponde a 3% da produção do Centro-Sul do país. Ele acredita que a decisão de importar foi correta.

– O golpe é pesado em termos de produtividade, que não está sendo compensado por não haver novos investimentos. Dependendo do quanto se produzir mais o que já se importou, vai saber se é suficiente ou não. Em não sendo suficiente para abastecer, você ainda tem tempo para importar mais entre novembro e março, que é o final da safra, e você ainda tem esse álcool disponível no mundo, ou reduzir o porcentual de mistura – ressalta.

A expectativa no setor é que a produção de cana se recupere na próxima safra e, com isso, a necessidade de importação pode ser bem menor.

Porém, um fato deve ser destacado. Ao mesmo tempo em que se discute o abastecimento de etanol no mercado interno e a necessidade de se importar o produto, o Brasil continua exportando etanol.

Na safra 2010/2011, os embarques somaram 1,7 bilhão de litros. Nesta temporada, deve ser de 1,2 bilhão. Tarcilo Rodrigues explica que estão sendo cumpridos contratos feitos antes da previsão de quebra na safra de cana.

– Esse contratos que estão sendo entregue foram contratos majorados previamente em novembro, dezembro de 2010, no máximo em janeiro de 2011 para serem entregues, no início da safra, ou seja, abril, maio. Nós devemos atender isso até mais ou menos novembro – explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *