Brasil colabora internacionalmente para promoção da agricultura familiar

 

José Graziano recebe delegação brasileira e se reúne com o ministro Patrus

Para contribuir com as ações de desenvolvimento da agricultura familiar nas Américas Latina e no Caribe, o ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Patrus Ananias, participa nesta terça (1) e quarta-feira (2), na Cidade do México, da 34ª Conferência Regional da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) para América Latina e Caribe.

Hoje, em encontro com do diretor-geral da FAO, José Graziano, o ministro Patrus ressaltou o papel central da agricultura familiar para a garantia de segurança alimentar. “Buscamos cada vez mais parcerias com a FAO, no sentido de estarmos contribuindo, cada vez mais, para a segurança alimentar do povo brasileiro. Falamos também do grande projeto que temos com relação ao simpósio internacional da terra, onde queremos a participação efetiva da FAO e a presença do José Graziano”.

Além de convidar o diretor da FAO para o simpósio internacional, que o MDA organiza para o segundo semestre deste ano, o ministro também apresentou as duas principais metas do MDA: assentar todas as famílias acampadas e apoiar o desenvolvimento da agricultura familiar, com o fortalecimento do cooperativismo e da produção orgânica e sustentável.

Na quarta-feira (2), o ministro participa do segundo painel do dia ‘Desafios para a transformação do setor rural na América Latina e Caribe: desenvolvimento territorial rural, agricultura familiar, inclusão social e econômica’.

Para a chefe da Assessoria Internacional do MDA, Cristina Timponi, a participação do Brasil, em espaços como a 34ª Conferência da FAO, reafirma o papel de liderança regional no combate à fome a na garantia de segurança alimentar. “No tema da agricultura familiar, o Brasil, via  políticas do MDA, sempre desempenhou um papel de líder. Essas políticas são vistas pelos outros países como um modelo exitoso de política pública para o fortalecimento da agricultura familiar e também como garantia de segurança alimentar”.

A Conferência Regional

Realizada a cada dois anos, a Conferência Regional da FAO é uma reunião de alto nível que reúne os ministros da agricultura e do desenvolvimento agrário e outras autoridades dos países das Américas e Caribe para promover a troca de experiências e articulação entre os gestores da região.

Na conferência, além da reunião plenária com as autoridades dos países presentes, será realizada Reunião Ministerial com a presença dos ministros dos países da região. Para a etapa Ministerial, estão previstos quatro painéis de debate, com destaque para: ‘Desafios e Perspectivas para a Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e Caribe: dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) até os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)’ e ‘Desafios para o Setor Rural na América Latina e Caribe: Desenvolvimento Territorial Rural, Agricultura Familiar, Inclusão Social e Econômica e Inovação’.

Outro ponto de discussão, importante dentro da Conferência, é a consolidação de uma agenda comum dos países participantes para o biênio. Além dos ministros dos Estados membros – Antígua e Barbuda, Argentina, Bahamas, Barbados, Belize, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Dominica, Equador, El Salvador, Granada, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela -, também participam da Conferência Regional representantes da sociedade civil e do setor privado, que são convidados como observadores para os debates.

Mateus Zimmermann
Ascom/MDA

Fonte : MDA

Compartilhe!