Brasil abre investigação no vinho

Cumprindo a promessa da presidente Dilma Rousseff, o governo federal abriu investigação para aplicação de salvaguarda às importações brasileiras de vinhos. Na abertura da Festa da Uva, em janeiro, a presidente garantiu que adotaria as medidas necessárias para proteger o mercado nacional. A abertura do processo investigatório, solicitado no ano passado por Ibravin, Uvibra, Fecovinho e Sindivinho, foi publicada ontem no Diário Oficial da União. A autorização foi dada na Circular n 9/2012 da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
A decisão foi comemorada pelo setor vitivinícola, já que a importação de vinhos finos corresponde a mais de 70% do consumo do país. A compra de fora saltou 192,4% nos últimos nove anos, chegando a 77,5 milhões de litros em 2011.
O MDIC ainda informou que esta será a quarta investigação de salvaguarda desde 1995. Mas, em apenas duas ocasiões foram aplicadas as medidas protecionistas, para brinquedos e coco ralado. Se as ações de defesa comercial forem aplicadas, contudo, não valerão para os países do Mercosul e Israel devido a acordos firmados.

Fonte:  Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.