BOI GORDOSOJA – RELAÇÃO DE TROCA – Pecuarista gasta 34% mais para comprar farelo de soja

Fonte:Wenderson Araujo/CNA

Frente ao ano passado, o produtor de carne paulista está gastando mais 2,63 arrobas para adquirir uma tonelada do insumo

A alta no preço do farelo de soja somada à queda na cotação do boi gordo prejudicou a relação de troca para o pecuarista paulista, que atualmente precisa de 10,36 arrobas para adquirir uma tonelada do insumo. Quando comparamos com os números de 2017, o gasto está 34% maior, aponta a Scot Consultoria. 

A pressão de alta no mercado da soja grão e farelo perdeu, em parte, a força verificada nos meses anteriores, inclusive com recuos pontuais, principalmente no mercado internacional, aponta a consultoria. No entanto, as recentes valorizações do dólar em relação ao real mantêm os preços destes produtos em patamares elevados no mercado interno.
Outro fator que colabora com esse cenário é a boa movimentação para exportação. A menor produção na Argentina nesta temporada tem favorecido os embarques brasileiros. A média diária exportada de farelo de soja cresceu 17,3% em abril deste ano, na comparação mensal, e teve alta de 5,4% na parcial até a segunda semana de maio, de acordo com números do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).
Segundo levantamento da Scot Consultoria, em São Paulo, a tonelada do alimento concentrado ficou cotada, em média, em R$1.449,80, sem o frete, na primeira quinzena de maio. Em relação ao começo do ano, o preço do farelo subiu 32,3%. Frente a maio de 2017, a alta é de 35,4%.
Em curto e médio prazos, o câmbio deverá seguir dando sustentação às cotações do farelo de soja no mercado brasileiro, mas o cenário mais calmo lá fora deverá limitar as altas de preços.
Outro ponto de atenção é o desenrolar da safra nos Estados Unidos, que estão semeando a safra 2018/2019. Os trabalhos no campo avançaram bem em maio, sendo que 35% da área prevista com soja foi semeada até o dia 13 de maio, frente a média de 26% da área semeada até este período na média das últimas cinco temporadas. A preocupação é com as chuvas previstas para os próximos dias, que poderão atrapalhar o andamento.

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *