BNDES nega que está financiando construção de porto no Uruguai

Ministro da Secretaria de Portos esteve na posse do novo presidente da Codesp e disse que é prematuro falar sobre este assunto

Wllyssys Wolfgang

Reprodução

Foto: Reprodução / Estúdio 58

Porto de Santos

A possibilidade do governo brasileiro investir no porto da cidade de Rocha, no Uruguai, foi assunto durante a posse do novo presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) nesta quinta, dia 24. No evento, o ministro da Secretaria de Portos, Antonio Henrique da Silveira, pediu mais agilidade para receber a safra de grãos, no Porto de Santos.

No último fim de semana circulou na imprensa a informação de que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) financiaria 80% da construção do Porto de Rocha, no Uruguai. Em nota à imprensa, o BNDES informa que não está analisando nenhum pedido de financiamento referente a este porto e enfatiza que todos os financiamentos do Banco a projetos que demandam exportação de bens e serviços brasileiros são realizados de acordo com as políticas e diretrizes da Câmara de Comércio Exterior (Camex).

Nesta quinta, o ministro Antônio Henrique Silveira disse que é prematuro para falar sobre o assunto, mas informou que uma empresa espanhola está elaborando de um estudo para verificar a viabilidade do projeto e como ele deveria ser aplicado.

Nova direção

Angelino Caputo, que ocupava o cargo de assessor especial da Casa Civil da Presidência da República, assume a presidência da Codesp com algumas prioridades. Dentre elas, diminuir o tempo de carregamento dos navios, modernizar as estruturas da própria companhia e adequar a Codesp à nova Lei dos Portos.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *