Biocombustíveis não devem comprometer segurança alimentar, diz FAO

SÃO PAULO  -  Depois de uma semana de debates, o Comitê de Segurança Alimentar Mundial (CFS, na sigla em inglês), da Agência das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), divulgou um documento em que dá ênfase ao vínculo entre biocombustíveis e segurança alimentar. O comitê afirma que “deve ser uma preocupação prioritária no desenvolvimento de biocombustíveis a realização progressiva do direito de uma alimentação adequada para todos”.

A reunião do CFS ocorreu entre 7 e 11 de outubro, com 750 participantes e 130 delegações governamentais.

Após as discussões, o comitê sinalizou que o desenvolvimento dos biocombustíveis representa “tanto uma oportunidade como um risco para os aspectos econômicos, sociais e ambientais”, dependendo do contexto e das práticas. “Em alguns casos,a atual produção de biocombustíveis cria competição entre culturas com fins de alimentação”, acrescentou.

“Conclamamos os governos e outras partes interessadas para rever as políticas de biocombustíveisde de acordo com avaliações equilibradas e base científica para revistar riscos a segurança alimentar", disse o comitê.

(Fernanda Pressinott | Valor)

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3304182/biocombustiveis-nao-devem-comprometer-seguranca-alimentar-diz-fao#ixzz2hnGEqiAM

Fonte: Valor | Por Fernanda Pressinott | Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *