Aviários negociam verba

Plano Safra a ser anunciado neste mês pode garantir R$ 3 bilhões para modernizar estruturas

Previsto para ser anunciado entre 23 e 28 deste mês pelo Ministério da Agricultura, o Plano Agrícola e Pecuário 2013/2014 pode ter ao menos R$ 3 bilhões em linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a modernização de aviários construídos há décadas no país. A proposta feita por empresários do segmento é de juro anual ao redor de 4%, no mesmo patamar de algumas linhas do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf). O valor corresponderia a créditos acumulados de PIS, Cofins e outros tributos gerados pelo setor, mas não liberados pelo governo federal. A negociação com a União está sendo capitaneada pela União Brasileira da Avicultura (Ubabef), que reúne exportadores de todo o Brasil.

De acordo com o presidente da Ubabef, Francisco Turra, o crédito objetiva modernizar e reformar aviários especialmente no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Estados pioneiros na produção de frango, juntos eles são responsáveis por aproximadamente 48% da produção nacional, estimada em mais de 12 milhões de toneladas para 2013. Turra acrescenta que com as dificuldades comerciais do ano passado, em função do aumento de custos gerado pelo salto no preço de grãos, como a soja e o milho, o setor está descapitalizado. ‘Ninguém hoje se anima a investir com o juro de mercado’, alerta Turra, que recentemente esteve com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

Dentre os argumentos expostos pelas indústrias avícolas, com exportações com queda de 7% no primeiro trimestre deste ano, estão o fato que os aviários são antigos e os importadores complicam com qualquer inadequação. Atualmente, a carne de frango brasileira chega a 154 países, muitos deles rigorosíssimos, adverte Turra. O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, disse que a proposta apresentada pelo segmento está em estudo.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe!